quinta-feira, 27 de setembro de 2012

O Capote - Nicolai Gógol


      Essa novela russa escrita por Nicolai Vassílievitch Gógol tem como cenário principal a vida de um funcionário público que, com sua vida pacata e medíocre, tem tudo mudado por causa de um capote (uma casaco russo). Nicolai Gógol é um escritor realista, obviamente russo, e tudo em sua obra será um reflexo daquele período sem contos de fadas excessivos. 
      Percebemos aquele personagem quase mudo, fiel ao seu serviço, com um salário ínfimo e uma vida relativamente precária, não feliz ou infeliz, e sim, apático.  Muitos irão descordar e achar até relativamente irreal, pois, como seria uma pessoa assim?  Há uma 'bondade' por parte do escritor, pois, esse personagem que ninguém lembra, possuindo uma profissão de funcionário público, que não tinha muita relevância na época, pensamos, como o ser humano poderia aguentar tanto? Talvez essa bondade resida no fato de querer fazer com que nós, pobres leitores, viéssemos a sentir pena dessa criatura em detrimento da feroz classe rica. 
       Como consequência disso tudo podemos levar em consideração que quando e onde há seres humanos com instintos de egocentrismo e que dão enorme merecimento ao dinheiro e prestígio social, realmente, não é difícil de imaginar uma cena semelhante. Há tantas pessoas sem som, muito menos voz e fala... O que dirá, não é mesmo?

6 comentários:

Érr# disse...

Seguindo o blog anjo, amei a dica!
Beijos da Érr#
http://viceveersa.blogspot.com.br
https://www.facebook.com/viceveersa

Princess disse...

flor, seu blog é maravilhoso!

Mt grata pela visita!
Sou suspeita para falar pois sou fã dos contos de Gógol. Gosto mt de "Diário de um Louco" e também do conto do post "O Capote", sempre é bom relê-los e a cada leitura eu sempre extraio novos significados e reflexões.

kisses!

Princess disse...

Ah, esqueci de avisar, estou seguindo-a *.*

Amanda Almeida disse...

Oi Roberta tudo bem?
Não conhecia seu blog, mas gostei muito daqui. Gostei da indicação e achei interessante o nome do livro, pois Capote é uma galo, na região onde nasci. E no caso da estória é um casaco.
Abraços,
Amanda Almeida

Srt . Vasconcelos disse...

Nunca li nenhum conto mas parece ser muito bom! até prq pelo seu blog vc parece ter um gosto parecido com o meu *-*
Comprei umas coisinhas e mostrei pra vocês lá no meu blog:
mentesolvente.blogspot.com
DÁ UMA OLHADINHA? *-*

Gabriela Orlandin disse...

Não conheço o livro, mas me pareceu ser bem interessante por ter escrito sobre a vida de um funcionário público. Acredito que podemos ter outra visão de algumas coisas com ele. E essas reflexões que essas histórias deixam pra gente... são maravilhosas, né? Adoro livros assim.
Beijo.