terça-feira, 27 de setembro de 2011

Nova decolagem.


Sobrevivente no espaço. Um suspiro interno para aliviar o corpo de toda tristeza que foi embora. Pontapé para um novo começo não muito diferente. Viver nessa oscilação é muito duro, tão duro que por vezes corrói e traz uma sensação tão estranha de existir. Já passou, já passou. Estou pronta para mais uma nova viagem, é só decolar.

Um comentário:

Vênus, Vanessa. disse...

Nossos começos são apenas recomeços e mesmo não sabendo como recomecá-los para decolar, temos que estar preparados.